Header Ads

Dubai – A incrível cidade construída pelo Sheik

Dubai é uma das cidades dos Emirados Árabes Unidos (os outros são Abu Dhabi, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah) está localizada na costa do Golfo Pérsico, é o Emirado mais populoso é famoso também, se tornou famoso por causa das megas construções feitas pelo Sheik (Mohammed bin Rashid Maktoum) com o dinheiro do petróleo, hoje Dubai ganha muito mais dinheiro com turismo e negócios do setor imobiliário e financeiro do que com petróleo que corresponde aproximadamente somente 4%.


Quando decidimos ir para Dubai, achávamos que seria uma viagem normal e também iríamos usar de escala para os outros países (Singapura, Indonésia e Tailândia) que iríamos passar, só que essa cidade é impressionante, é uma das que mais gostamos que fomos no mundo, não é a toa que falam que é a Disney dos adultos, tem muitas atrações, luzes é incrível.


Para aqueles que gostam de fazer compras e passear em shoppings, Dubai tem shoppings gigantescos, mas não se engane as coisas lá são muito caras, quase o mesmo preço do Brasil, os Shoppings principais são:
Mall Dubai que além de ser grande também tem um aquário imenso dentro, além de ficar no mesmo complexo que tem o maior prédio do mundo o Burj Khalifa com 828 metros, lá também fica a fonte Luminosa, na parte de fora (também conhecida como fonte mágica e  fonte da luzes das luzes), há vários restaurantes em torno da fonte é um excelente local para jantar e ver o show, dessa vez não falamos de beber alguma coisa alcoólica pois lá em muitos lugares não existe bebida alcoólica, por causa da religião deles a muçulmana.
Mall of the Emirates, também é gigante e também tem um aquário dentro, além disso esse tem a maior estação de esqui coberta do mundo.

Para aqueles que gostam de arquitetura lá tem tudo de moderno e também construções árabes e antigas.


Para aventureiros tem o Safári no Deserto, os Parques aquáticos, a estação de esqui dentro do shopping, e os mergulhos com golfinhos, tubarões e arraias.


Tem para todos os gostos.

Cuidado em marcar a sua viagem para lá,  jamais marque para o mês do Ramadã, pois a cidade fica toda diferente, os restaurantes fecham pois é proibido comer na rua ou comer na frente de outras pessoas até o pôr do Sol, mulheres são proibidas de andar na rua sem estar inteira coberta, literalmente inteira até a cabeça, entre outras coisas, nós tivemos sorte de não marcar a viagem nessa data, pois não sabíamos disso, fomos embora 4 dias antes do Ramadã, quem contou isso para nós foi uma Espanhola que estava morando e  trabalhando numa rede de hotéis lá.


Outra coisa que tem que se pensar muito, é que lá tudo é caro, hotéis, restaurantes, passeios, compras, a única coisa barata lá, é o táxi, ainda bem, pois se anda muito de táxi e precisa, pois tem ar condicionado e lá você não consegue ficar sem ar condicionado nem por 5 minutos, tudo é longe, mas muito longe, do nosso hotel até o Burj al Arab (hotel mais famoso de lá, 7 estrelas, que tem a vela) eram 40 minutos, sem trânsito nenhum e nosso hotel era super bem localizado. Tinha vezes que andávamos quase 40 kms de táxi para chegar em algum lugar.


Não existe a possibilidade de andar a pé na cidade, você irá derreter de calor e como eu disse é tudo muito longe.


Como Chegar
Só de avião, ou quem estiver em Abu Dabi pode ir de ônibus que leva mais ou menos uma hora.

Comer
Tem muitas variedades, tem todos os tipos de comidas, quase São Paulo rsrs.

“Almoçamos” no Burj al Arab, excelente restaurante que fica no topo do hotel Burj al Arab, foi na verdade um brunch, mas foi tão caro que nós fizemos de almoço (em torno de 900 reais o casal), precisa reservar com antecedência, nós reservamos 3 meses antes, senão você nem entra no hotel sem reserva, a comida é normal e vem muitos doces, mas a vista do restaurante é incrível e também é uma das formas de entrar para visitar o hotel e precisa ir pois é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade e o primeiro hotel 7 estrelas do mundo, valeu muito a pena, ah esqueci de falar precisa ir arrumado, homens de camisa (mesmo com o calor, mas tem ar condicionado, como tudo que tem por lá) e mulheres com algum vestido sem decote, na altura do joelho.




Fomos em um bar que conseguimos beber cerveja, ficava dentro do complexo do Madinat Jumeirah, um complexo maravilhoso, nós fomos nesse bar depois de passear de gôndola no canal que tem no complexo, muito bom, vale a pena.


Jantamos num restaurante em frente a Fonte Iluminada, a comida foi excelente e um bom preço para os padrões de Dubai.

Vídeo do Show


No Safári do Deserto, o passeio que escolhemos tinha incluso jantar e bebidas (alcoólicas e não alcoólicas), no meio do deserto e ainda com dança do ventre que como em alguns outros lugares do mundo a principal dançarina era brasileira (na Capadócia também era).




Onde Ficar
Tem muitas opções de hotel, a variedade é enorme e vai do hotel mais barato e fuleiro aos maiores hotéis do mundo.

Com isso escolhemos um hotel intermediário o Ramada Jumeirah numa localização boa, só que mesmo assim é bem caro e tivemos que pagar 50% antes de ir, o hotel não tem wi fi free, o dia do wi fi custava 60 reais por celular, óbvio que desistimos, a cidade inteira é meio difícil ter wi fi.

O que fazer em Dubai e quais são as principais atrações de Dubai.

  • Passeio para Abu Dhabi, deixaremos para falar em um outro post, tem muita história para esse.
  • Safári no Deserto de Dubai, maravilhoso, super recomendamos, veja o post e vídeo que fizemos do passeio;











  • Burj al Arab, hotel sete estrelas , é o principal cartão postal da cidade, o hotel é muito luxuoso, se hospedar lá para nós reles mortais é caro demais,  a única maneira de conhecer o hotel é reservar algum jantar, almoço, café da manhã em um dos restaurantes, escolhemos o Sky View Bar, o restaurante fica no alto do hotel, lá você tem a vista maravilhosa, reservamos um brunch na hora do almoço, para economizarmos uma refeição rsrs, de lá você vê a ilha do mundo, a ilha da palmeira e as praias, (mas vou ser sincero, não dá pra ver perfeitamente) o preço é bem caro (mais ou menos 900 reais o casal) mas vale muito a pena;









  • Burj Khalifa, o maior prédio do mundo com 828 metros de altura, a faixa é toda iluminada de noite, há um mirante que você pode visitar, fica no 124º andar, o elevador demora 1 minuto para subir, até tapa os ouvidos por causa da pressão, a vista de lá é maravilhosa e ainda escolhemos um horário ás 18h que era para ver o pôr do sol de lá, sem palavras para expressar como foi,  compre o ingresso pelo site deles com antecedência, pois na hora é bem mais caro e corre o risco de não ter.







  • Fonte Luminosa, que espetáculo a fonte é, tem águas ilumunadas e que dançam também ao som de grande músicas, vimos 3 dos shows de tanto que gostamos ( acontecem todas as noites a partir das 20 horas, com intervalo de 30 minutos) o que gravamos foi com a música Thriller do Michael Jackson, foi demais.
    Vimos um vídeo do Reveillon em Dubai nesse lugar, meu Deus!! Que lindo, temos vontade de ir para lá só para ver essa queima de fogos ao vivo (mas vai demorar um pouco).





  • Ilha da Palmeira, é a famosa ilha que foi construída em pleno mar, a ilha é gigantesca com muitos condomínios de casas, prédios residenciais, diversos hotéis e até metrô. Um amigo meu disse que era difícil entrar lá, mas é muito simples, você pode ir de táxi, de metrô e até com aqueles ônibus de turismo o Hop on Hop off;

  • Ilha Mundo (essa ainda não está pronta);
  • Aquaventure Dubai (Parque Aquático do Hotel Atlantis), esse foi o parque que escolhemos ir é muito legal e muito bonito tem vários toboáguas (em alguns que você vai sozinho, outros você vai com um bóia para duas pessoas e outros até 8 pessoas), tem uma praia particular, também tem o mergulho com golfinhos (é muito caro, não fizemos), o duro de lá é ficar no sol de Dubai, pegamos temperaturas de 42 graus com sensação térmica de 48, é muito calor. Outra coisa que existe no complexo é um aquário, se você comprar o ingresso para o parque aquático você ganha o do aquário que é bem bonito;





  • Wild Wadi Water Park Dubai (Parque Aquático do Hotel Jumeirah Beach), esse parque não fomos;
  • Dubai Creek, é um canal que divide a cidade ao meio, do lado esquerdo está o bairro do ouro (Gold Souk);



  • Jumeirah Beach, é a principal praia de Dubai e como tudo lá é lindo, a praia também é,  a água é cristalina, mas fomos lá só para tirar fotos, não ficamos na praia;

  • Grande Mesquita, é a única que pode entrar pessoas de outras religiões;

  • Zoologico de Dubai;
  • Marina Dubai, é um bairro nobre ao lado direito da Ilha da Palmeira, lá tem praia, hotéis e ótimos restaurantes;

  • Madinat Jumeirah, é um complexo que imita uma cidade árabe, é formado pelo Souk Jumeirah, é um shopping alternativo, bem diferente dos outros, com bares, restaurantes, lojas  e um lindo canal artificial, nesse canal é possível fazer um lindo passeio de gôndola, custa em torno de 70 reais por pessoa e tem a duração de uns 20 minutos. Li em algumas reportagens falando que é difícil entrar no bairro, só que não aconteceu nada disso conosco, entramos lá pelo Souk e fizemos o passeio de Gôndola na maior tranquilidade e depois fomos a um bar como disse acima, com vista para o Burj Al Arab e descobrimos que ele faz um showzinho de luzes durante a noite também, muito legal..E além do Souk o complexo também tem praia particular e hotéis de luxo.






Booking.com
2012 - 2016. Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.