Header Ads

Amsterdam a capital europeia da loucura, onde drogas, sexo e bebidas

Amsterdam a capital europeia da loucura, onde drogas, sexo e bebidas são as principais atrações da cidade, mas é uma cidade que vai muito além disso.


Fomos pra lá no outono, aproveitando as passagens baratas dessa época, pois no verão da Europa tudo é mais caro, com muita gente em todas as atrações.


Ficamos 5 dias em Amsterdam e vamos contar aqui aonde fomos e o que fizemos.



Sempre antes de nossas viagens, estudamos o local que vamos, lemos blogs, jornais, e conversamos com amigos que já foram para a cidade, com essas informações traçamos o que faremos na cidade e que dia iremos em cada lugar, assim criamos um roteiro para seguir, e colocamos essas informações no google maps, deixamos cada lugar que queremos conhecer com uma estrela no mapa do google maps, como na imagem abaixo.


O que fazer em Amsterdam e quais são as principais atrações de Amsterdam.

No primeiro dia chegamos a noite e não deu para conhecer muito a cidade, chegamos pelo aeroporto de Schiphol e de lá pegamos um trem para ir até estação principal (Amsterdam Centraal) de trem bem no coração do centro da cidade, onde estão as principais atrações, de lá pegamos um bondinho, a cidade tem ainda muito transporte com bondinho.


Nos hospedamos num apartamento do Airbnb na rua Vijzelstraat 99HS que fica perto do centro da cidade, assim seria possível fazer tudo a pé, nessa noite aproveitamos para beber algumas Heineken, num bar perto do apartamento e fomos dormir depois, para poder acordar cedo e aproveitar o dia seguinte.


No segundo dia, logo de manhã fomos direito para o museu/casa da Anne Frank Huis, que junto com a sua família ficaram escondidos dos nazistas na 2ª Guerra Mundial. Eles ficaram escondidos nesta casa, cerca de dois anos, porém alguém denunciou o esconderijo e toda a família (elas, duas irmãs, os pais e um amigo da família) e foram mandados para o campo de concentração, Anne Frank ficou famosa por escrever o que se passava a cada dia que estavam escondidos dos nazistas, quem publicou essa história foi seu próprio pai, o único que sobreviveu ao campo de concentração. Por causa de todas essas história o museu sempre tem fila, e falavam pra gente que teríamos que ficar umas duas horas na fila para ver o museu, e que se não comprasse antecipado pelo site não conseguiríamos entrar, mas no site já estavam esgotadas as entradas, por sorte nesse dia a fila estava bem tranquila e entramos no museu em menos de 30 minutos, pode ser que por não ser durante o verão a fila estava melhor, então se quer ir nesse lugar, se programe bem. O museu é meio triste e chocante, mas tem que visitar.



Ao lado do museu tem uma igreja bonita e do lado de fora da igreja tem uma pequena estátua em homenagem a Anne Frank.




Depois de lá fomos curtir a cidade e seus belos canais.


A próxima parada foi o Palácio Real de Amsterdam, o Palácio fica na famosa Dan Square(Praça), lá  além do palácio, está o museu de cera Madame Tussauds e o Monumento Nacional.




O Palácio pode ser vistado, mas não estava no nosso plano fazer a visita, então só vimos a fachada.


O museu de cera Madame Tussauds é muito legal, é um bom passeio, só que se você já visitou algum outro Madame Tussauds não perca tempo de visitar outro, nosso caso já tínhamos ido visitar o de Londres que é maior que o de Amsterdam, então nem pensamos em entrar.



Seguindo no passeio, fomos caminhando pelo centro e passando por lugares incríveis, como as construções de casas nas beiras dos canais, tem algumas que são até tortas como a da foto abaixo.

Chegamos ao museu do sexo, que existem vários na cidade, é um tipo de museu diferente e engraçado, não sei, se esse que entramos era o melhor, o nome dele é Sex museum, fica bem perto da estação central. Foi barato, mas não é imperdível, então se seu tempo é curto, não perca tempo lá.


Depois do museu fomos em direção da estação central de Amsterdam que tem uma fachada linda.


Na frente da estação está a Gray Line Amsterdam Canal Cruises, uma das várias empresas que fazem os passeios pelos canais da cidade.



Ao lado está uma das igrejas mais bonitas de Amsterdam, a igreja de Saint Nicholas.



Virando a direita e voltando ao centro da  cidade, você estará entrando no famosa Red Line, o bairro vermelho onde estão as casas para comprar drogas como maconha, os famosos bolinhos de maconha e cogumelos, além disso lá estão também as famosas vitrines vermelha das prostitutas, elas ficam numa vitrine como se fosse um manequim, aí se alguém quer algo, você chega perto delas e tem um quartinho atrás dessa vitrine, então elas fecham a cortina e depois que acabou voltam para a vitrine outra vez, não pode tirar foto dessas vitrines, elas ficam bem bravas.


Caminhando em direção ao Red Line, você passará pela estátua do grande Bosshardt, um holandês oficial do exército de salvação. para muitos, ele era a cara desta denominação na 2ª metade do século XX.


Seguindo, passamos em frente a outro museu sobre sexo, o Erotic Museum, parece que esse museu é melhor que o outro, mas como já tínhamos ido em um, não fomos nesse.


Já ao cair da noite, pois no outono e inverno os dias são mais curtos, a cidade se transforma ainda mais bonita com as luzes da cidades e das pontes, vale muito a pena passear pelos canais da cidade a noite.



No 3º dia, o dia estava bem melhor com sol e céu azul, o que é bem difícil de ver, pois Amsterdam tem um tempo parecido com Londres.


Com o dia assim as fotos ficam ainda mais bonitas, então tiramos muitas fotos dos canais e das suas casinhas.


Nesse dia fomos parte da cidade que é fora do centro para ir primeiro no Rijksmuseum um dos mais famosos museus de Amsterdam.




No  Rijksmuseum está o famoso escrito I amsterdam, onde todo mundo pára pra tirar fotos, com isso é muito difícil tirar uma foto onde só estará você na foto. Conseguimos tirar fotos sozinho numa noite, quase de madrugada.





No inverno na frente desse local o governo faz uma pista de patinação, que no dia que passamos estava sendo construída.


Continuando nessa direção, chegamos no outro museu super famoso de Amsterdam, o Museu Van Gogh é um museu que dispõe de trabalhos do pintor neerlandês Vincent van Gogh e seus contemporâneos. Uma visita ao Museu Van Gogh é uma experiência única. O museu contém a maior coleção de pinturas de Vincent van Gogh no mundo. Uma visita ao museu deve demorar de 3 a 4 horas, se programe para disponibilizar esse tempo.



Ao lado estão o Stedelijk Museum Amsterdam e o Het Concertgebouw.



Ali pertinho está o parque mais famoso de Amsterdam, o parque VondelPark, um ótimo lugar para dar uma descansada do passeio pela cidade, e curtir os lagos e restaurantes que tem dentro do parque.




Depois do parque fomos fazer o passeio de barco pelos canais de Amsterdam, esse passeio é obrigatório a todos que vão para lá, você verá todos os principais monumentos de uma diferente perspectiva, o passeio dura mais ou menos 1h.



Nos canais de Amsterdam tem muitas pessoas que moram em barcos ou casa barcos, há de todos os tipos, grandes, pequenas bonitas, feias. Deve ser muito legal morar numa casa assim.








Voltando para a terra firme, passamos pela igreja De Krijtberg Church.e pelo the Amsterdam Dungeon,




Nessa noite que conseguimos tirar fotos só da gente com o I Amsterdam.


No 4º dia o Sol apareceu novamente para deixar o dia lindo e mais quentinho, nesse dia fomos a outros lugares da cidade, o primeiro lugar foi o Museum Van Loon que estava bem perto do nosso apartamento.


Numa praça próxima dali tinha umas esculturas muita legais só que não lembramos qual o local das esculturas e nem da praça, mas fica perto da Opera de Amsterdam (Nationale Opera & Ballet), lindo prédio as margens do canal da cidade.




Ao lado está o Hermitage Amsterdam.



Nesse dia o destino principal era o casa museu de Rembrandt, outro famoso pintor e gravador holandês. É geralmente considerado um dos maiores nomes da história da arte europeia e o mais importante da história holandesa.


Antes de chegar na Casa de Rembrandt, passamos por uma outra igreja, Sant'Egidio e por um bar muito charmoso perto do canal.


Depois do museu famoso no jardim botânico da cidade que está ao lado do museu judaico. No museu não fomos, o parque é bem bonito ainda mais no outono onde as folhas das árvores estão com várias cores, vermelhas e amarelas





Nesse dia para nossa surpresa encontramos o símbolo principal do país um moinho de vento, que pelo que tínhamos pesquisados ficavam longe da cidade, mas sem querer encontramos um lindo, que hoje em dia tem uma mini fábrica de cerveja artesanais instalada dentro do moinho, como esse dia íamos para a fabrica e museu da Heineken, não paramos ai, pensamos em ir no dia seguinte.



No caminho até a Heineken Experience, passeamos por outro parque só que esse não era bonito e tinha umas pessoas estranhas dentro do parque, que até assustaram a Pri, pois um cara mau encarrado veio em nossa direção, porém não era nada, ele estava querendo vender drogas.



O museu da Heineken Experience é muito legal, você passa por várias partes do processo de fabricação da cerveja, tem partes que mostram os rótulos e garrafas antigas da cerveja.


No meio do passeio tem uns quiz e se você acertar você ganha mais uma pint de Heineken, nós não conseguimos acertar e ficamos só com as 2 pint que cada um ganha para quem faz o passeio.

A Heineken ainda dá para quem faz o tour, um mini passeio de barco nos canais de Amsterdam, que leva você da Heineken Experience até uma outra loja da Heineken e lá eles te dão um copo com o simbolo da cervejaria.



Na manhã do 5º dia tentamos voltar a cervejaria do moinho, mas chegamos muito cedo é o local só abriria no meio da tarde até pensamos em ficar ali esperando 1h30, só que estava muito frio e começou a chover, então não deu para experimentar a cerveja De Gooyer, mas se você quiser ver e conhecer o moinho da cidade de Amsterdam com fácil acesso pois os outros estão longe do centro da cidade, esse moinho está na rua Funenkade, 5.


Não deixe de conhecer Amsterdam a cidade é demais.
Booking.com

2012 - 2016. Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.