Header Ads

Toulouse

Aproveitando que a Espanha tem vários feriados igual ou mais ao Brasil e que as empresas emendam os feriados, dia 6 de dezembro foi feriado aqui e caiu numa terça-feira, segunda foi a emenda de feriado.


Soubemos da existência desse feriado muito próximo a ele e resolvemos viajar, começamos a pesquisar onde irmos a partir de Barcelona (onde moramos), estávamos pensando em ir para Genebra na Suíça só que a parte aérea estava muito cara, então começamos a ver outras opções que fossem mais próximas e que pudéssemos ir de trem ou ônibus, e dentre as opções apareceu Toulouse, e assim fomos para lá passar 3 dias, pagamos mais ou menos 72 euros para duas pessoas ida e volta de ônibus.


Antes de começar a falar sobre Toulouse, é bom vocês saberem que na Europa as companhias de ônibus são bem baratas, na maioria dos casos mais baratas se compararmos com trem e avião, e o tempo que demora as viagens de trem é quase o mesmo de ônibus. Veja aqui os sites das companhias de ônibus.


Saímos cedinho de Barcelona para chegar lá logo depois do almoço, pois são cincos horas e pouco de viagem.


Antes de ir para lá vimos em sites e blogs o que tinha para fazer na cidade, e agora contamos para vocês o que há de atração turística e o que fazer em Toulouse.


Toulouse é a quinta maior cidade da França, ela fica ao sul do país, mais perto de Barcelona do que de Paris, é uma boa parada para quem estiver nesse caminho, a cidade fica às margens do rio Garonne que vai de Toulouse até o delta no oceano Atlântico, esse rio deixa a cidade bem bonita e foi onde a mesma começou a ser construída e desenvolvida.

Toulouse não é uma cidade barata até achamos cara comparada com a Espanha, a cerveja uma pint em muitos lugares era 7 euros, mais caro que em Dublin que já achávamos caro, pra comer em restaurantes também não é muito barato, mas em dois dias achamos lugares baratos e mais simples.


Logo que chegamos na cidade, na Estação de ônibus e trem, até o hotel  Ibis Budget Centre , fomos a pé, era bem perto, ele tem um bom preço e uma boa localização, é possível conhecer o centro da cidade e as principais atrações a pé.


O que fazer em Toulouse e quais são as principais atrações de Toulouse.

No primeiro dia. O hotel fica uma rua que é cortada por um canal, tipo os canais de Amsterdam e até em alguns deles tem também as casas barcos como em Amsterdam, esses canais são bem bonitos.

Basílica Saint-Sernin de Toulouse, é uma igreja bem bonita, mas o que mais chama a atenção nela é o órgão bem grande no alto, um dos mais bonitos que já vimos.




Museu de Saint Raymond, só passamos em frente e tiramos foto por fora.


Capela da Carmelitas (Capelle das Carméllites), tem umas imagens desenhadas no teto lindíssimas, como na capela Sistina, arriscamos falar que achamos até mais bonita, antes de entrar na capela brincamos com um cachorro Golden lindo que estava sozinho no portão ao lado da capela ele queria brincar com a gente, ele trazia uma pedra pra gente jogar, para ele pegar, a Pri queria ficar ali brincando com ele pra sempre rsrs. A capela é meio escondida e é pouco falada, mas é muito linda, vocês precisam conhecer.




Praça do Capitole, Capitole e Teatro do Capitole, são umas das principais atrações da cidade, a praça é rodeada por bares e restaurantes, o Capitole é um edifício com partes do século XII, foi construído para ser sede do governo, hoje em dia é a sede da prefeitura da cidade, não sei se pode ser visitado pois estava tendo uma feira de natal na praça, que fez com que o prédio estivesse fechada.A feira estava ótima diga se de passagem, comidas incríveis, contaremos daqui a pouco sobre ela.



Feira de natal de Toulouse é muito legal pois não é uma feira só de artigos de Natal como é a de Barcelona, lá tem muitas barracas de comida e bebida e tinha um prato chamado Aligot que nesse primeiro dia só ficamos de olho, parecia um puré de batata com queijo, como estávamos com pressa para conhecer a parte que faltava da cidade ainda com o Sol batendo, deixamos para comer em outro dia.


Convento dos Jacobins, além do convento, tem uma igreja muito bonita com seu pé direito bem alto e com uns vitrais lindos, para visitar o convento e o jardim tem que pagar 4 euros, achamos que não valia a pena e só ficamos na igreja, que já valeu muito a pena, era muito linda.







Escola Pierre de Fernat, só passamos em frente.


No Porto de La Daurade, antigo porto e mercado de Toulouse onde chegavam as mercadorias vindas pelo rio Garonne que corta essa parte do sul da França e tem o delta no Altântico, é um lugar lindo para ver o pôr do sol e relaxar às margens do rio e ver todos os maravilhosos prédios dessa região.



Do outro lado do rio Le Museus Instruments fica o Hôtel-Dieu Saint-Jacques, é um prédio muito bonito, de dia e de noite, pois ele fica todo iluminado.Ele é um antigo hospital e agora ele abriga o centro administrativo do Hospital Universitário de Toulouse , e do Instituto Europeu de Telemedicina.



Atravessamos para o outro lado sobre a ponte Saint-Pierre, que é uma ponte mais moderna feita de aço, mas bem bonita também.


Hospital La Grave e sua Cúpula, essa cúpula deixa o cenário muito lindo, fizemos um vídeo que vale a pena ver.


Museu de Historia da Medicina, está atrás do Hôtel-Dieu Saint-Jacques e do museu de instrumentos.


Praça do Olivier, tenha uma fonte bem bonitinha.


Galeria Municipal de Châteu-d´Eau, parece um farol desses que ficam nas costas dos países para avisar os barcos, mas antigamente era a torre de água da cidade, foi construída em 1823 e hoje em dia como o nome diz tem uma galeria.


Passamos pela ponte Neuf, a ponte mais bonita da cidade e antiga também é toda feita de pedra em arcos, pra gente é o cartão postal da cidade, ficamos muitas horas curtindo a vista do porto de la Daurade.



Igreja Notre-Dame de la Daurade, em Toulouse tem várias igrejas que chamam Notre-Dame, que é o mesmo nome da famosa igreja de Paris, não achamos muito bonita e por dentro é muito escura.
Paramos para comer perto da praça do Capitole, já estávamos morrendo de fome pois já era final de tarde e só tínhamos comido um lanchinho no ônibus, comemos em um kebab da vida, mas não sei se era a fome mas estava excelente.



Voltamos para a beira do rio para ver o rio e os prédios durante a noite e também para beber uma cerveja no  Le Bar Basque Toulouse, o bar é muito bonito por dentro e tem um jardim fora só que é muito caro, 7 euros uma pint, bebemos uma e fomos procurar um outro bar, bem ao lado a Pri  viu que tinha um bar que estava rolando um happy hour e a cerveja vinha em dobro, então falamos é esse mesmo e pedimos duas pint (500ml) e vieram 2 litros de cerveja naqueles super copos, é custou 10 euros, muito mais barato, e ainda estava rolando um show dentro do bar de um grupo de rock famoso em Toulouse que o símbolo do álbum deles era um unicórnio, então tinham várias pessoas chegando no show vestidas de unicórnio pena que não tiramos foto pois estava muito engraçado, só descobrimos isso pois estávamos mega curiosos e pesquisamos na internet rsrs.




No Segundo dia, começamos pela Igreja de Saint Aubin, ao lado dela aos domingos tem uma feirinha de comidas e outros artigos, Toulouse tem bastante feira de rua, passamos pelo menos em umas três.




Catedral de Toulouse, muito bonita, tem um órgão lindíssimo mais bonito que o da primeira igreja que visitamos, a construção é meio diferente por dentro parece que tem duas igrejas construídas juntas.




Ao lado da Prefeitura tinha um Palácio Neil , que estava no mapa da cidade, é uma construção muito bonita, parece que não dá para visitar e nem aparece no Google maps.


Jardim Royal e Grand Rond, estavam fechados não sei porque, parecem ser bem bonitos pelo que vimos por fora e o que menos entendemos é que a fonte dentro do parque estava funcionando, mesmo com o parque fechado.


Logo depois no Jardim de Plantes tinha um restaurante muito bonito, dentro de um Jardim,de frente pra um laguinho, é um excelente lugar para almoçar.


Teatro de Toulouse não vale a pena, passamos em frente e não tem nada de bonito, fica numa avenida bonita só isso.


Palácio do Justiça igual ao o Teatro

Point Saint Michel, outra ponte que cruza o rio Garonne, não é tao bonita quanto as outras pontes, mas tem uma vista bem legal da cidade.



Igreja Notre-Dame la Dalbade, mais uma igreja chamada Notre-Dame, estava fechada e não pudemos entrar, mas os lugares bonitos são os conventos que falamos acima e a catedral.

Almoçamos num restaurante chamada Café Italien, a comida foi boa, um pouco caro, mas bom.

Depois do almoço passamos em frente ao Museu dis Augustins, Capela de Sanit Jean Baptiste e da Igreja de Saint Jerome, são lugares ok nada demais.






Voltamos para a praça do Capitole, onde estava acontecendo a feira de natal, paramos lá para tomar uma cerveja pois era um lugar bonito só que mesmo na feira a cerveja era cara 5 euros, em Barcelona ou na Espanha com 5 euros você pode tomar umas dois ou três lá era uma só, acho que estamos mal acostumados.

Fomos até o mercadinho que tinha do lado da feira e compramos cervejas lá mesmo, e fomos beber na margem do rio, assim ficava mais barato e tínhamos a melhor vista da cidade que é o rio Garonne e o porto de la Daurade.


Depois de aproveitar o pôr do sol la no porto, voltamos para a praça do Capitole para em enfim comer o tão pedido Aligot, um prato muito delicioso feito de purê de batata com queijo, não tinha como ser ruim com esses dois ingredientes, esse queijo deixa o purê meio puxa puxa e fica maravilhosamente bom, dá vontade de comer vários e era bem barato .










No terceiro dia, pensamos em ir no Museu da AirBus (Museu Aeroscopio), porém o museu fica afastado da cidade, e não tinha transporte público para ir até lá, no museu tem até um simulador de voo, mas custa um pouco caro 100 euros, para quem gosta desse tipo de passeio deve ser muito legal. Outro lugar que passamos em ir é na Cidade do Espacio (Cita L´Espace) porém também está longe do centro e não tinha como ir de transporte público então não fomos em nenhum dos dois.

Como não deu para ir nesses lugares fomos para um outro lado da cidade e encontramos um bonito Jardim Japonês, perto de onde estávamos, ficamos um tempo lá curtindo a paisagem linda e a calma do lugar.





Depois de lá fomos no Canal de Brienne, é mais um outro canal da cidade, bonito lugar mas não tão legal, esse canal vai até o Rio Garonne, onde ficamos mais uma vez curtindo esse lugar incrível da cidade de fazendo tempo para chegar a hora de irmos para a Estação de ônibus para irmos embora.



Já indo em direção ao hotel passamos por outras duas igrejas que estavam no mapa da cidade, só que uma estava fechada e a outra é meio escondida e tivemos que dar uma volta no quarteirão para encontrar a porta, é bonitinha por dentro mas só.




Booking.com

2012 - 2016. Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.