Header Ads

Córdoba, Alcázar e a incrível Mesquita Catedral

Aproveitando o final do ano, que não íamos trabalhar decidimos viajar para o Sul da Espanha, e conhecer um pouco mais da Andaluzia (uma estado/comunidade da Espanha), a Andaluzia é uma região da Espanha com muito cultura da época romana, islâmica e medieval, com uma excelente gastronomia e cidades incríveis, além de ser a terra dos nossos ancestrais.


Resolvemos fazer nessa viagem uma a trinca de cidades mais famosas da Andaluzia, Córdoba, Sevilha e Granada, pra quem já conhece nosso blog o TurMundial,sabe que nós moramos em Barcelona na Espanha, com isso resolvemos fazer essa viagem de carro.


Antes de falar da viagem vou falar rapidinho do aluguel do carro e depois vou escrever um post detalhado sobre a história, resumindo aqui, alugamos o carro fazendo uma busca no SkyScanner Cars essa busca nos deu como melhor opção o site AtlasChoice (que já havíamos utilizado em outros dois aluguéis de carro na Irlanda, eles são ou eram uma empresa que faz busca nas empresas que aluga carros), mas aconteceu que 5 dias antes da nossa querida viagem, recebemos um e-mail cancelando a reserva, ficamos desesperados com isso, comecei a ligar para a AtlasChoice, e nada de atender, resolvi então ligar para a companhia que alugaria o carro a AutoClick Rent a Car, e lá descobrimos que o cancelamento tinha ocorrido porque a AtlasChoice não estava pagando as empresas de aluguel de carro, e se quiséssemos continuar com o aluguel teríamos que pagar novamente direto a AutoClick Rent Car, pensamos rápido e resolvemos pagar para não ficar sem a viagem, e agora estamos pedindo o reembolso para o cartão, já que a AtlasChoice, disse que não iria devolver e pedir diretamente ao cartão, vamos ver o que acontece. Mas o mais importante NÃO ALUGUEM CARRO COM A ATLASCHOICE. Depois vimos a página deles lotada de reclamações iguais a nossa e agora ela está fora do ar. Aproveitamos para dizer a AutoClick Rent Car ajudou a gente no que foi possível e deu um super upgrade no carro que seria um básico tipo C3, e passou para uma SUV chamada Kuga (que seria uma EcoSport superior), foi ótimo, já que era uma viagem bem longa.


Voltando a falar de Córdoba, separamos 7 dias para essa viagem, dois dias para Córdoba, dois para Sevilha e 3 dias para Granada, pois um dos dias fomos para a Serra Nevada, estação de esqui ao lado de Granada.


De Barcelona a Córdoba são 865Km pelo caminho mais rápido, porém com pedágios e pedágios caros, uma outra opção é ir via Madrid só que são 150Km a mais, por isso resolvemos ir pela estrada com pedágios que deu mais ou menos 40 euros, a estrada que tem pedágio é a AP-7 (autopista 7) no trecho entre Barcelona e Valência. As estradas são excelentes fizemos o trajeto todo em 8 horas, só parando para abastecer o carro 1 vez.

O que fazer em Córdoba e quais são as principais atrações de Córdoba.


No primeiro dia chegamos tarde por causa das 8 horas de estrada, chegamos no final da tarde, no entardecer, depois de fazer check-in no Hotel Oasis Córdoba, um hotel muito bom o preço, localização e ainda tem estacionamento gratuito.


Deixamos o carro ali, deixamos as malas no quarto e fomos caminhar já que o hotel era bem perto do centro, nessa noite deu para ver a antiga Ponte Romana do século I de Córdoba toda iluminada, linda demais.


Passamos pela Torre de Calahorra, e demos uma volta pela também iluminada e lindíssima Mesquita Catedral de Córdoba.


Como estávamos cansados fomos logo comer no restaurante El Choto, comemos um delicioso arroz negro com sepias, muito bom e barato, 20 euros o prato para duas pessoas ou três pessoas e o chopp também era barato uns 2 euros do grandão de 500ml, é um bom lugar.




No segundo dia, fomos novamente para lá, só que com a luz do Sol para ver a antiga Ponte Romana do seculo I, sobre o rio Guadalquivir, recentemente a ponte foi restaurada e está linda, é um dos cartões postais de Córdoba.



De um lado da ponte está a Torre de Calahorra uma fortaleza do século XVII, que hoje em dia abriga o museu da Andaluzia, mas em alguns livros já fazem referência a torre no século XII.


Do outro lado do rio está a cidade antiga, o centro de Córdoba, que começa com a Ponte/Arco do Trinfo de San Rafael, em homenagem ao santo são Rafael.


Dali fomos para o segundo lugar mais visitado de Córdoba o Alcázar dos Reis Cristianos, só que como era segunda-feira, muitos lugares da Espanha não abrem, então deixamos para visitar na manhã do terceiro dia junto com a Mesquita Catedral, pois das 8h30 ás 9:30h a visita é gratuita, depois desse horário custa 9 euros por pessoa.


Já que estava fechado fomos ver a Caballeriza Reales, onde ficavam os cavalos das realezas, hoje em dia tem espetáculos de cavalos andaluzes, deve ser muito bonito, só que não tinha show nos dias em que estávamos lá.


A cidade tem milhares de pés de Mexerica (que aqui chamam de Mandarinas), e como era época da fruta, resolvi pegar uma para comer, as fruta estava linda, tirei a casca e com muita vontade coloquei um gomo inteiro na boca, só que por surpresa essas mexericas dessa região são extremamente ácidas, fiz uma cara na hora que a Pri riu muito, dei uma para ela experimentar um pouquinho só e ver como era e ela também cuspiu inteira, tivemos que jogar a mexerica inteira fora, era impossível comer.



Continuando fomos ver um dos famosos Pátios de Córdoba, que são espaços dentro de prédios ou casas cheios de flores, um mais lindo que o outro, o famoso chama Los Pátios del Alcázar Viejo, mas há vários pela cidade, e um outro pátio que entramos a moradora falou para ver uma obra em homenagem a essa cultura dos pátios feito pelo irmão dela.




Seguindo nosso tour a pé, chegamos na Porta de Sevilha, uma antiga porta que dava acesso a cidade murada, ao lado está uma grande parte da muralha ainda em pé.


Seguimos a muralha até a direção do rio, pois queríamos ver toda ela, fechando nas margens do rio Guadalquivir, para nossa surpresa encontramos milhares de ovelhas e carneiros pastando na margem do rio, junto o cara que conduzia o rebanho (pastor), foi muito legal ver as ovelhas, adoramos, nunca tínhamos visto ao vivo, nos sentimos muito rurais rsrs.








Voltando para dentro da cidade murada, fomos ao Banho do Alcazar Califal, é um museu com um antigo lugar onde os islamitas tomavam seu famoso banho.


Entramos na Capella Mudéjar de San Bartolom é bonitinha até, só que muito pequena e ainda pagamos 2 euros, não vale uma a pena.



Ao lado está uma das únicas Sinagoga ainda existentes na Espanha, aqui eles também foram expulsos, não sabíamos disso, lá esta escrita toda a história.

Quase que encostado está a Casa de Sefard, que é um museu judaico, a Pri lembrou que há um tempo atrás até apareceu informações no facebook e em outros lugares sobre a lei de Sefardies que poderia dar direito a descendentes de espanhóis, só que não sabíamos se isso era verdade ou não,  no site do governo da Espanha tem uma opção para tirar a cidadania por essa lei, em breve colocaremos informações sobre isso aqui no blog.

Voltamos a encontrar com a antigas Muralhas y Puerta de Almodôvar, é uma lugar lindo pois ao lado da muralha tem uma ruazinha com uns espelhos d água.




Como já era hora do almoço resolvemos ir ao Mercado Victoria de Córdoba, para experimentar o famoso e delicioso prato típico da região, o Salmorejo, é muito bom mesmo lá no mercado tem um restaurante chamado La Salmoreteca Mercado Victoria, que tem uma degustação de Salmorejos, não precisa falar que amamos né?


Depois de comer esse maravilhoso prato, fomos ver o Mausóleo Romano.


Passamos pela Paróquia San Hipólito e Paróquia de San Nicolás de la Villa e depois pela Plaza de las Tendillas.




No Templo Romano descoberto nos anos 1950, que tinha em Córdoba sobrou só algumas colunas, que são bem bonitas.


A Igreja de São Paulo, estava fechada só vimos a fachada.


Um dos pontos mais conhecidos é o Cristo dos Faróis (Cristo de los Faroles).


Outra coisa que encontramos fechada, por ser segunda-feira foi o Palácio de Viana, parece ser bem bonito pelas fotos que vimos.

Depois passamos pela Paróquia de San Lorenzo Mártir, Paróquia de San Andrés Apóstol, Iglesia De La Magdalena e Ermita de los Santos Mártires, todos só vimos por fora, a Ermita fica já numa curva do rio Guadalquivir numa praça bem bonita.





Como já tínhamos conhecido o que havíamos programado para o dia, paramos num bar ao lado do rio Guadalquivir para tomar uma cerveja, o bar chama Cocina 33, a cerveja é barata, mas eles fecham cedo, 7h, mas deu para ver o pôr do sol na beira do rio.




Como fechou cedo procuramos outra bar, e acabamos entrando numa balada bem bonita, ao lado da ponte Miraflores, não lembro o nome do local, mas pra quem quer uma festa é um bom lugar.
No Terceiro dia, que na verdade só foi uma partezinha da manhã, fomos conhecer os dois lugares mais importantes de Córdoba, o Alcazar dos Reis Cristianos e a Mesquita Catedral de Córdoba.

A Mesquita Catedral de Córdoba é paga, mais se você for as 8h30 da manhã pode visitar sem pagar e pode ver a igreja até as 9h30, fora desse horário é paga, e chegue 8h30 mesmo,para passear e tirar fotos, ela é imensa é a segunda maior da Europa depois do Vaticano, e ás 9h30h eles expulsam todo mundo de lá, pois começa a missa, depois fomos ver a missa também, mas eles não deixam você nem olhar pro lado direito, para não ter perigo de você tirar foto, é cheio de seguranças.




A Mesquita Catedral, é uma fusão das culturas islâmica e Cristiana, construída no século X como Mesquita, nessa época Córdoba era uma das principais cidades da Europa, foi convertida em Catedral no século XII, com a reconquista Cristiana feita pelo reis católicos.





Ela é incrivelmente maravilhosa, vocês têm que conhecer.





O Alcázar dos Reis Cristianos, que na segunda feira estava fechado, como comentamos no começo do post, conseguimos ver também nesse dia, lá estão os restos mortais dos reis católicos que reconquistaram Córdoba dos islamitas, por isso tem um grande valor para o Espanhóis.





O Alcázar tem um castelo, a fortaleza e um lindo jardim, muito bonito, custa 4,50 euros, e tem meia entrada para estudantes.




No Alcázar, os Reis Cristianos Isabel I e Fernanda II, reis da Espanha, tiveram uma reunião com Cristóvão Colombo antes de descobrir as Américas.




Já indo embora da cidade em direção a Sevilha, passamos na Medina Azahara, antiga cidade árabe construída bem perto de Córdoba para quem estiver de carro é um bom lugar para conhecer, pena que ficamos pouco tempo, pois tinha muita estrada pela frente, em direção a Sevilha.



Amamos muito Córdoba, um lugar maravilhoso para se conhecer.


Booking.com
2012 - 2016. Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.