Header Ads

Atenas, a espetacular cidade dos Deuses Gregos

Atenas uma cidade histórica, mitológica, dos deuses, de civilizações antigas, podemos falar tantas coisas dessa cidade que faltariam adjetivos para descrever o quão especial é Atenas para o mundo e para nós.


Nós sempre tivemos vontade de conhecer não somente Atenas como as Ilhas Gregas também, já conhecemos muitos países da Europa, mas a Grécia queríamos muito, e nesse verão conseguimos de última hora uma promoção de um cruzeiro da Pullmatur com passagem de avião ida e volta de Barcelona para Atenas.


Escolhemos o primeiro horário do voo entre as cidades, para dar tempo de conhecer Atenas antes de embarcar no navio, que sairia do porto Pireus ás 23:00h, até tentamos ver com a Pullmatur se era possível postergar o voo de volta, mas como era fretado não teve jeito, então tivemos algumas horas para conhecer Atenas, chegamos no Aeroporto de Atenas ás 11hs da manhã, o pacote que compramos tinha traslado do aeroporto até o porto de Pireus (cidade que fica ao lado de Atenas, uns 50 minutos), logo que chegamos no porto fizemos o check-in, estávamos com medo de não ter onde deixar as nossas mochilas (eram nossas bagagens de mão), pois nos avisaram que a cabine só estaria disponível as 15hs, mas mesmo assim logo que entramos no navio, em torno de 12h, fomos para a cabine ver se conseguiríamos deixar as mochilas lá, pois andar o dia inteiro com elas, no calor imenso de Atenas, não seria legal, a nossa sorte foi que a cabine estava aberta para ser arrumada pelo camareiro e conseguimos falar com ele e pedir para deixar as mochilas ali, e deu certo. As malas que foram despachadas viriam depois.

Sem as mochilas nas costas, comemos alguma coisa bem rápida no navio, e já saímos para conhecer a cidade por nossa conta, pois os passeios do navio estavam muito caros, uma média de 80 euros por pessoa, antes da viagem vimos que tinha ônibus e metrô que saíam do porto e iam até o centro de Atenas, mas logo que saímos do navio perguntamos para os taxistas o valor para nos levar até Atenas, e como já imaginávamos, era caro, 40 euros, então fomos de metrô mesmo, pois o ônibus teria que pegar 2 e como era domingo achamos que poderia levar um tempo maior, o metrô está há uns 25 a 30 minutos caminhando do local onde os cruzeiros saem.

Depois dessa caminhada chegamos na estação, a região ali é meio suja e com uma feira a céu aberto, compramos o bilhete facilmente, 1,20 euros cada, já tinha um metrô para sair, o duro que era sem ar condicionado e nesse dia estava fazendo uns 42 graus,  quase fritamos, mas como eram poucas estações não morremos.

A estação do porto chama Pireus e a estação do centro de Atenas pode ser a Thissio (em grego ΘΗΣΕΙΟΥ) ou Monastiraki, descemos nessa última estação, mas como falei, tinha pouco tempo para conhecer Atenas pois ás 23hs o navio partia e já eram 13hs, então primeiro focamos em conhecer o Templo de Zeus Olímpico e a Acrópole de Atenas, tínhamos lido em um blog de viagem que a Acrópole poderia ter fila para comprar o ingresso e esse blog sugeriu comprar os ingressos no Templo de Zeus, foi isso que fizemos, saímos do metrô direto para o Templo.

O que fazer em Atenas? Quais são as principais atrações?

Atenas, assim como Roma, é um museu a céu aberto, e nesse caminho passamos  por várias partes antigas da cidade e  claro, tiramos milhões fotos.

Chegando perto do Templo passamos pelo arco de Adriano, bem na frente do Templo, um arco todo de mármore muito bonito, construído entre 131 e 132 a.C.

Na bilheteria do Templo de Zeus, vimos que tinha um ticket que custava 30 euros por pessoa, que dava direito a visitar as 7 principais atrações turísticas de Atenas, só para conhecer a Acrópole custava 20 euros, mais 6 euros do Templo de Zeus, vimos que era melhor comprar todo esse ticket pois assim poderíamos visitar tudo, e ainda pular fila, esse ticket para quem vai ficar mais dias também é muito bom, ele é válido por cinco dias.

Já com os ingressos nas mãos, fomos conhecer a primeira atração o Templo de Zeus Olímpico, ali estão as ruínas do templo em homenagem a Zeus, o Deus da antiga Grécia construído no século VI A.C, esse lugar tem mais de 2.500 anos!! Que impressionante!! Na época da construção, esse templo foi o maior e mais importante de toda a Grécia.

As ruínas hoje se devem ao tempo, mas também aos roubos que aconteceram na época dos Romanos, algumas das imensas colunas de mármore foram roubadas dali e foram usadas na construção de templos em Roma, um deles é o Templo de Júpiter Capitolino, e em igrejas católicas perto do local.

Hoje restaram somente 15 das 104 colunas gigantescas do templo, e só isso, nem estátuas ou outras coisas sobraram, uma pena, imagina a grandiosidade do Templo.

De quase toda a cidade de Atenas dá para ver a Acrópole, ela está bem no alto de um morro, do templo também tem uma vista linda da Acrópole.

Quando compramos os bilhetes, a caixa nos avisou que algumas das atrações do ticket, fechavam mais cedo, como a Biblioteca de Adriano e o Roman Agora, assim saímos dali e fomos ver esses dois.

A Biblioteca de Adriano, fechava ás 15hs, chegamos lá 10 para ás 15hs, mas mesmo assim a mulher da recepção, uma chata, não deixou a gente entrar nem para tirar umas fotos, mesmo com uma outra pessoa que tinha deixado a gente entrar, mas fazer o que né? Tempo curto para conhecer a cidade pode dar nisso, mas esse lugar assim como outros podem ser muito bem vistos do lado de fora do local também, as fotos que tiramos dele são de fora, e dá para ver tudo, no final deu para aproveitar bem a vista da Biblioteca, ela foi construída pelo Imperador Adriano, em 132 lá era um espaço para guardar livros, óbvio rsrs, uma extensa coleção, e também tinha uma sala de leitura e uma outra de convenção.


Ali ao lado está o Roman Agora ou Agora Romano, que fecha ás 17hs, mas dessa vez tínhamos muito tempo para conhecer, foi uma antiga praça grega, lugar de mercados e de encontro das pessoas.

Dentro dessa praça se destacam a Porta de Atenea Arquegetis, a Mesquita de Fethiye, e a Torre dos Ventos, a parte mais bem preservada da praça.

A Torre dos Ventos é um relógio, com 12 metros de altura e 8 metros de diâmetro, ela é toda construída em mármore.

A Acrópole de Atenas foi na próxima parada, pois a Roman Agora está na base da montanha, e bem perto da Acrópole, só tem uma subidinha até lá.

Uma das vistas mais bonitas da Acrópole é um mirante que está no meio do caminho, de lá pode ver todo o complexo mais de perto e ela toda, olha como ficou bonita a foto de toda a Acrópole.

Acrópole nada mais é que uma cidade construída no alto de uma montanha para fugir das invasões que aconteciam nessas épocas, a mais famosa de todas é a Acrópole de Atenas, e lá estão dois monumentos dos mais famosos do mundo o Partenon e o Erecteion, essas construções são de 450 a.C e foi dedicada a Deusa Atena.

Muitas das estruturas da Acrópole de Atenas estão em ruínas, as que ainda estão em pé, são Propileu (portal de entrada), o Partenon (o principal templo), Erectu (templo do deuses do campo) e o Templo de Atena Nice.



Como falamos mais acima no texto, para entrar no complexo da Acrópole de Atenas, se paga 20 euros, nós compramos o ticket para ver os 7 monumentos principais por 30 euros no Templo de Zeus, pois disseram que haveria fila para comprar na Acrópole, mas não vimos essa fila, nem para comprar, nem para entrar, então não sabemos dizer se é melhor ou não comprar no Templo de Zeus, para nós não interferiu comprar lá, mas pode ser que tenha fila outro dia, então achamos bom garantir.

A Acrópole fica aberta no verão até as 20hs, então ficamos muito tempo ali, contemplando essa maravilha, que estudamos tanto na escola, um dos berços da humanidade moderna, com lindas histórias dos Deuses, enfim é um lugar muito mágico e lindo, passamos em todas as construções, tiramos diversas fotos.

Além de tudo isso a vista que se tem de lá, é linda também, pode ver toda a cidade e outros monumentos, como o Templo de Zeus, o Teatro de Dionísio, e muitas outras coisas.

Do outro lado da Acrópole está o Odeão de Herodes Ático, um antigo teatro grego construído por Herodes Ático, em 174, na época tinha capacidade para 5 mil pessoas, era um teatro fechado, hoje em dia já não existe a parte do teto, mas ainda têm diversos shows lá, que deve ser lindo ver qualquer coisa lá, só por estar lá.


Em uma outra parte do pé da montanha da Acrópole estão as ruínas do Teatro de Dionísio, é considerado o berço das peças teatrais de tragédia e ocidentais, a arquibancada foi primeiro construída em madeira em 410 A.C e depois de pedra em 330 A.C, na época tinha capacidade para 17.000 pessoas.

Continuando nosso passeio fomos para Agora Atenas, um centro de atividades políticas, administrativas, comercial e social da antiga Atenas, assim como a Acropóle muitas das construções estão em ruínas, o que estão de pé são: Templo de Hefesto, Stoa de Átalo e a Church of the Holy Apostles (Igreja Ortodoxa Grega).




O Templo de Hefesío, um templo grego que foi reconstruído, depois das Guerras Médicas, depois de sua reconstrução foi igreja católica entre o século VII a XIX.

Acabando nossa visita no Agora Atenas, pois já estava começando a ficar tarde, tínhamos que voltar para o navio e estávamos muito cansados de ter dormido pouco por causa de ter saído de Barcelona de madrugada e conhecer toda a cidade a pé naquele caloooor do alto verão de Atenas.

Na volta pegamos o metrô, descemos em outra estação, na Faliro e pegamos um ônibus que deixou a gente na frente do porto onde estava  parado o Cruzeiro da Pullmatur.

Lugares que passamos entre ida e volta dos monumentos principais foram: Choragic Monument of Lysicrates, Glebe Holy Sepulchre (Igreja Ortodoxa Grega), National Folk Art Museum, Ekklisia Kimisi Theotokou Mitropoleos (Igreja Ortodoxa Grega) e Byzantine Cistern.






Nossa passagem por Atenas foi rápida, algumas horas, mais foi intensa, gostaríamos muito de ter ficado mais na ida ou na volta do cruzeiro, mas como disse não foi possível adiar a passagem pois nosso voo era fretado.


Agora começa o cruzeiro pelas Ilhas Gregas, parando nas Ilhas de: Mykonos, Creta, Rhodes (Rodes), Patmos e Santorini, em breve postaremos um texto de cada uma dessas ilhas, continue nos acompanhando nessa viagem e outras que ainda estão por vir.


Booking.com
2012 - 2016. Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.