Day trip para Colônia Güell, como ir e o que visitar?

Day trip para Colônia Güell, como ir e o que visitar?

março 11, 2020 0 Por Christian Gutierrez e Priscila Gutierrez

Você está em Barcelona por mais de 5 dias, ou veio pela segunda vez e não sabe onde ir? Que tal fazer uma day trip para a Colônia Güell?

A Colônia Güell é mais uma obra prima de Antoni Gaudí, que a Serviço de Eusebi Güell desenhou vários edifícios na colônia têxtil que fica a 25KM de Barcelona. Esta é a colônia de Güell, uma das quase cem colônias têxteis que estavam na Catalunha na época do século XIX, tem igrejas, casas e escolas projetadas por Gaudí

A colônia Güell tem de tudo: da antiga cooperativa – agora um centro de interpretação – à escola, passando pelas casas dos funcionários. Aqui contaremos um pouco da nossa visita por lá,  nós fomos de carro para lá pois estávamos voltando de um final de semana romântico onde alugamos uma casa no AirBnB sexta, sábado e domingo em uma casa de vidro maravilhosa que sempre quisemos ficar em uma, com vista panorâmica para as montanhas e o mar, na cidade de Pallejá, pertinho de Barcelona, na volta para Barcelona (cidade que moramos) resolvemos parar na Colònia Güell, já que tínhamos bastante tempo antes de devolver o carro no aeroporto, onde tínhamos alugado com a Rentcars.

casa de vidro

Nós fomos de carro que é uma das opções, mas tem outras maneiras como: de ônibus, trem ou reservar uma excursão.

Uma pequena história sobre a Colônia Güell: Sua origem e Eusebi Güell

O pai de Don Eusebi, Don Joan Güell i Ferrer, fez fortuna nas Américas, com o tráfico de escravos. A fortuna da família, de volta ao Velho Continente, cresceu com a indústria têxtil. Falamos de uma família, a dos Güells, que – segundo uma estimativa da Forbes – seria uma das 25 famílias mais ricas do mundo no final do século XIX e no início do século XX.

No momento em que Eusebi herdou a fábrica têxtil familiar de Barcelona – ele decidiu mudar a produção para um lugar mais calmo, longe de greves e rebeliões na capital. Em 1891, ele ofereceu trabalho e casa para três famílias. Eles foram os primeiros habitantes da nova colônia de Güell. Ao contrário de muitas outras colônias têxteis da região, Güell ordenou a construção das casas de seus trabalhadores à imagem das colônias alemãs. Casas entre 100 e 120 metros quadrados com jardim na que na maioria dos casos serviam de pomar.

Pensar que, para fugir daquela convulsiva Barcelona, ​​eles acabaram se estabelecendo na colônia de Güell nos parece uma contradição no século XXI. Sua “fuga” não deu nem por duas dezenas de quilômetros. Mas, naquela época, esses quilômetros marcavam uma distância suficiente com a capital.

Nos vinte anos seguintes, a colônia de Güell não parou de crescer. Sua população atingiu 1.200 pessoas.

Para Güell, a vida se baseava em três pilares fundamentais: trabalho, religião e educação. Por isso, o administrador da fábrica, o padre e o professor – junto com o médico – eram “as personalidades” da colônia. Eles dirigiam a vida dos empregados e de suas famílias em Santa Coloma de Cervelló cidade onde fica a colônia, enquanto Dom Eusebi ainda morava em Barcelona, ​​Gaudí construiu para ele um palácio e um parque, o parque Güell

A vida na colônia era governada por normas de fábrica. Todos trabalharam nisso: apenas mulheres em teares e homens em tarefas “pesadas” e posições de responsabilidade. Meninos e meninas frequentavam a escola, embora em diferentes prédios e com também diferentes estudos. As meninas aprenderam a ler, escrever e matemática básica, começaram a trabalhar aos 14 anos. As crianças que demonstraram certas habilidades continuaram a estudar na capital e, em seu retorno, ocuparam cargos de responsabilidade. Aqueles que não, como as meninas, começaram a trabalhar na fábrica também aos 14 anos.

Eusebi, além de construir casas espaçosas, também encomendou a construção de um bar, o Ateneu Unió que existe até hoje em dia e o Teatro Fontova, já em 1892. A partir desse momento, aos domingos, eles estavam repletos de atividades: danças, teatro, shows … Sim, o domingo também era o dia em que as mulheres iam à lavanderia para lavar a roupa.

E isso foi tudo. A vida foi gasta inteiramente dentro da colônia que possuía todos os serviços – consulta médica com assistência gratuita aos trabalhadores – e a segurança que o Senhor fornecia. Se você pensar sobre isso com a mentalidade do século XXI, pode parecer uma mistura entre exploração, paternalismo e quase sequestro, mas nos deixamos levar pelo nosso século. Mais de cem anos atrás, trabalhar e morar em uma colônia era quase como ganhar na loteria: um salário garantido, uma casa, saúde, educação, segurança … Nada comparável às condições de Barcelona ou da vida rural. As coisas mudaram muito, mas esse foi o primeiro passo.

As casa da Colônia Güell

A organização da colônia ficou a cargo dos arquitetos Francesc Berenguer e Joan Rubió, supostamente supervisionados por Güell e Gaudí. Os edifícios, também obra dos próprios arquitetos, mostram a importância que o Senhor atribuiu ao conforto de seus obreiros. Os habitantes mais importantes da colônia – o padre, o professor, o médico e o administrador – tinham uma casa com nível superior. O mais alto foi o do administrador que podia ver toda a colônia de sua torre.

Uma menção especial merece, é claro, a casa de Güell na colônia: Can Soler de la Torre. Localizada próximo à fábrica, em um extremo da colônia, era de propriedade da família até 1945.

Com o passar dos anos e as mudanças de propriedade da fábrica, novos edifícios foram construídos na colônia fora do plano original. Em 1945, a família vendeu tudo para outro empresário têxtil, Bertrand i Serra. Em meados dos anos 60, as últimas casas foram construídas, cerca de 250, chamadas de “bonde” por sua forma.

Depois de conhecermos um pouco da história da Colônia agora indicamos o que ver por lá:

Torre Salvana

O castelo Torre Salvana é uma fortaleza do século X, localizado ao lado do complexo histórico de Colônia Güell, em Santa Coloma del Cervelló.

Torre Salvana

Castelo de estilo românico que data do século X, possui uma torre de defesa característica em sua estrutura, a primeira referência que temos é da venda da propriedade Ennec Bofill pelo conde Ramón e Emngol em 992. Como resultado da Guerra Civil Catalã em 1224, o castelo foi parcialmente destruído. No ano de 1.297, Jaume II compra o castelo, mantendo-o em sua propriedade e na de seus herdeiros por quase um século e, no ano 1.390 é vendido para a cidade de Barcelona. Em 1715, o castelo está abandonado em péssimas condições devido à guerra entre Jaime I e Joana II. Atualmente, está em estado de ruína.

Casa do Mestre da Colônia Güell

Uma casa e um conjunto escolar unidos por uma ponte entre eles, construído por Gaudí em 1900 e era o lar do administrador da fábrica. O tijolo aparente se destaca neste edifício de linhas geométricas e também o mirante em forma de torre em um dos cantos do edifício.

Casa do Mestre da Colônia Güell

Ca l’Espinal a casa do Médico

Arquitetonicamente bonita, uma das casas mais curiosas da Colônia Güell, anteriormente morava o administrador da empresa. Vale a pena visitar, passear por suas ruas e ver toda a magia nelas.

Ca l'Espinal a casa do Médico

Ca l´Ordal – Centro de Exposições de Colônia Güell

O Ca l´Ordal é o primeiro edifício que encontramos na parte residencial da Colônia Güell, embora a aparência não seja a de uma casa, o arquiteto queria reunir de maneira original as características mais significativas das casas rurais.

Ca l´Ordal - Centro de Exposições de Colônia Güell

É um edifício isolado, formado por três casas geminadas, com um porão dedicado a estábulos, térreo e sótão. O mais original da casa é que cada fachada do térreo (frente e traseira) tem um tratamento diferente e na forma de sua planta.

Cripta Gaudí

A principal atração da Colônia Guell, a Cripta de Gaudí, cripta de uma igreja que Gaudí começou a construir na Colônia Güell, a igreja não foi terminada por Gaudí por uma questão de financiamento, mas a cripta foi finalizada por ele.

Cripta Gaudí

Neste trabalho, Gaudí usou sua técnica arquitetônica mais usual, o arco da catenária e os recursos naturais como fonte de inspiração, dando formas orgânicas à igreja que a integrava ao ambiente. Os materiais utilizados foram pedra basáltica preta, tijolo e cimento. Cruzes, peixes, alfas e ômegas inundam a fachada lembrando sua devoção à religião católica. No interior, uma série de arcos de vertebrados inundam o teto.

 

De alguma forma, essa cripta nos lembra muita a Sagrada Família. E Gaudí comentou: “Sem o teste em larga escala das formas helicoidais e deformadas nas colunas e parabolóides nas paredes e abóbadas que fiz em Colônia Güell, eu não ousaria usá-las no templo da Sagrada Família ” Portanto, esse projeto inacabado deve ter sido sua principal inspiração para a Sagrada família, obra também inacabada de Gaudí.

Cripta Gaudí

Essa é a unica atração que tem uma visita é que pode ser comprado online no site da TicketBar.

Paróquia do Sagrado Coração Colônia Güell

É uma casa paroquial construída em 1914 pelo arquiteto Francesc Berenguer e Maestros que trabalhavam para Gaudí.

Paróquia do Sagrado Coração Colônia Güell

Torre de água

Assim como a Torre de água existem vários outros prédios e construções muito interessantes na Colônia Guell, caminhe por toda a colônia assim você terá uma ideia da arquitetura de Güell e voltar no tempo, na época da colônia.

Se você gostou muito da Colônia Guell e quer visitar com uma excursão, tem uma muito boa que visita a Colônia Guell e Montserrat, outra maravilhosa atração perto de Barcelona, o ticket pode ser comprado aqui.

Planeje sua Viagem

Deu vontade de viajar depois de tantas dicas? O Blog TurMundial te dá ainda mais dicas para facilitar suas viagens:

Quer reservar um hotel? Reserve hotéis com ótimos preços pela Booking.

Quer reservar um apartamento, casa, barco ou até uma casa na árvore e ainda ganhar 100 reais na sua primeira estadia? Reserve tudo isso e muitas outras opções de lugares com preços excelentes pelo AirBnB.

Quer comprar ingressos antecipados para diversas atrações e tours sem aquelas filas imensas? Compre Ticketbar

Quer alugar um carro? Sem dúvida indicamos a Rentcars.com ela busca os melhores carros e valores do mercado.

Precisa enviar ou receber dinheiro de/para exterior, sem pagar aquelas taxas absurdas de banco ou casas de câmbio la TransferWise

Quer evitar problemas no meio da sua tão esperada viagem? Contrate um seguro de viagem com qualquer uma dessas empresas Real Seguro de Viagem, ou Seguros Promo

Quer evitar aquelas contas altíssimas de celular no final da sua viagem internacional? E mesmo assim poder fazer, receber ligações e usar a internet? Compre um chip de celular internacional com qualquer uma dessas empresas: OMeuChip

OBS: Ressaltamos que a responsabilidade pela prestação dos serviços/venda e entrega dos produtos, são dos fornecedores acima descritos.