Carcassonne, a cidade medieval mais preservada da Europa

Carcassonne, cel mai conservat oraș medieval din Europa

Septembrie 23, 2016 0 De Christian Gutierrez și Priscila Gutierrez

Carcassonne, orașul medieval, cele mai conservate în Europa, Patrimoniu UNESCO, este situat în sudul Franţa, lângă granița cu Spania.

oraș medieval Carcasona

Orașul este împărțit între orașul vechi protejat de zid și orașul nou.

Datorită locației sale, este mai ușor să mergeți în oraș, fiind în Spania sau pe coasta franceză, cum trăim în Barcelona, suntem foarte aproape de oraș, dând să facă o lovitură și să mă întorc acolo (excursie de o zi), distanța dintre orașe este de 300Km, cam 3h30.

podul vechi din Carcassonne

Eu și Pri, ne plac foarte mult orașele medievale, Roman sau foarte vechi și am vizitat deja unele dintre ele ca.: Dubrovnik, Toledo, Girona, Tossa de Mar., Tarragona e Ait Ben Haddou și una pe care am vrut cu adevărat să o cunoaștem, era Carcassone din cauza poveștii orașului pe care o spunea mereu mătușa lui Pri, și pentru a spune că este oraș medieval cele mai conservate în Europa.

perete carcason

porți carcasone

Profitând de faptul că locuim în Barcelona, și cu vizita unchilor lui Pri, am decis să închiriam o mașină și să mergem acolo, să cunoască orașul.

poarta principală carcasă

Am făcut un hit și ne-am întors, am plecat din Barcelona foarte devreme în jurul 8:30 dimineața și ajungeți la Carcasona înainte de prânz, drumul este excelent.

ce sa faci in carcasa?

Ce să faci în Carcassonne și care sunt principalele atracții din Carcassonne.

Am ajuns și am mers direct în orașul vechi, care se află pe malul râului Aude, am găsit o parcare între râu și orașul vechi, como era domingo estava tendo uma feira de produtos antigos (mercado de pulgas), passando pela feira até chegar a entrada da cidade, deu até para tomar um vinho de graça que estavam dando na feira.

vista para carcassone

ruazinhas de carcassone

Falando um pouco sobre a história de Carcassone na França

Erguida no século 13, a fortaleza de Carcassone é uma das maiores construções medievais do continente e uma das mais preservadas. No passado, esteve sob domínio dos Cártaros, um grupo religioso que tentou fundar uma dissidência da Igreja Católica na região.

praça em carcassone

O catarismo teve muitos adeptos em Carcassonne Franța. Os cátaros foram protegidos pelo visconde Raimundo Rogério Trencavel (1185–1209), o que fez com que a cidade fosse considerada terra de heresia pelo Papa e consequentemente um dos alvos da Cruzada, liderada primeiro pelo legado papal Arnaldo Amalrico e depois por Simão de Monforte. Em agosto de 1209, o exército de cruzados sitiou Carcassonne.

vista desde a muralha de carcassone

Os dois burgos caíram rapidamente, tendo sido prontamente destruídos e incendiados. As muralhas e fortificações da cidadela resistiram aos atacantes, mas Trencavel descurou a defesa dos pontos de abastecimento de água situados fora das muralhas porque acreditava que os sitiados seriam socorridos rapidamente, pelo que a sede e a fome obrigaram o visconde de Carcassonne a dar um fim de duas semanas de cerco. Trencavel foi preso e morreu pouco depois.

torres de carcassone

În 1240, Raimundo II Trencavel, filho de Raimundo Rogério, liderou uma tentativa de revolta dos carcassonenses, o que levou o rei São Luís a perseguir a população da cidade.

torre e muralha

În 1348 a peste assolou Carcassonne e o resto do país pela primeira vez; a epidemia foi recorrente até ao século seguinte. No mesmo período, a Guerra dos Cem Anos provoca numerosos danos. O Príncipe Negro devastou a cidade baixa pelo fogo em 1355, mas poupou a cidadela, devido ao fato de que um cerco vitorioso seria muito longo e atrasaria as suas pilhagens.

muralha carcassone

A bastide foi parcialmente reconstruída (apenas metade) e fortificada em 1359. A indústria de tecidos de lã foi também reiniciada e desenvolveu-se. Apesar de Carcassonne nunca ter sido visitada pelo rei Luís XI (r. 1461–1483), este confirmou os privilégios da cidade e não hesitou em defendê-la em março de 1462. Para saber mais sobre a história (https://fr.wikipedia.org/wiki/Carcassonne)

vista para carcassone

Voltando a falar sobre o nosso passeio, dentro da fortaleza existem ainda duas construções que são paradas obrigatórias: o Chateau Comtal e a Catedral Gótica.

Chateau Comtal é um castelo construído dentro da fortaleza principal, para servir de morada para os nobres e protegê-los da fúria das cruzadas, único lugar da cidade que se paga para entrar em torno de 20 euro de persoană, nu am intrat, achamos desnecessário.

antigo fosso da cidade

torres altas de carcassone

Catedral Gótica, conhecida como Basílica de St. Nazario, é uma bela construção erguida os vitrais em formato floral e as gárgulas são atrações a parte.

igreja carcassone

vitrais carcassone

vitrais coloridos carcassone

Passeamos por todas a cidade desde as muralhas por fora e por dentro, até sua ruazinhas, com praça, fontes, poços e tudo mais, isso é o mais importante, ande por toda a cidade, pois cada canto tem sua história, sobre a beleza que nos faz tirarmos milhares de fotos.

Após passear por tudo isso chegou a hora do almoço, e em Carcassonne não deixe de provar o típico Cassoulet, prato famoso nessa região da França. Ele está à venda em quase todos os restaurantes locais, feito com uma sopa de feijão branco e carne de pato, em conceito até que lembra um pouco a nossa feijoada ou uma dobradinha.

 

O restaurante que escolhemos fica bem de frente ao castelo e tem um terraço para almoçar olhando a beleza do local.

restaurantes carcassone

A foto mais bonita na minha opinião, é a foto que mostra toda a muralha por fora, essa vista é feita da nova ponte, assim é possível tirar a foto com a ponte velha e o castelo.

rio carcassone

linda carcassone

Como ficamos lá somente uma tarde, não deu para conhecer a cidade a noite, deve ser linda, pois toda a muralha e os monumentos importantes ficam com luzes projetadas nas suas fachadas.

vista da parte externa da muralha de carcassone

carcassone na frança

Agora já era hora de pegar o carro e voltar para Barcelona, porém escolhemos fazer um caminho mais longe e passar o final de tarde começo de noite em Andorra, pequeno país entre a França e a Espanha, falaremos mais sobre Andorra em outro post.